imagem de fundo

Ciclos de inovação aberta para melhoria do ambiente de negócios para micro e pequenas empresas

Sobre os Desafios de Acesso a Crédito

No último ano, a concessão de crédito aumentou para empresas de todos os portes, mas continua desigual. Em comparação com o 2º trimestre de 2019, no 2º trimestre de 2020 as micro e pequenas empresas receberam 20% e 39% mais crédito, respectivamente. Ainda assim, menos de 10% do crédito bancário liberado no período mais crítico da pandemia em 2020 foi direcionado a esses empreendedores. Os Desafios de Acesso a Crédito são ciclos de inovação aberta que buscam soluções de mercado inovadoras, com alto potencial de melhoria e transformação do  ambiente de negócios para microempresas e empresas de pequeno porte (MPE), microempreendedores individuais (MEI) e artesãos. O Ministério da Economia convida a sociedade civil a propor soluções de mercado para derrubar as barreiras de acesso a crédito. Conheça os desafios abaixo e inscreva-se!

Desafios

#compararlinhas

Desafio 1

Diagnóstico de Necessidade de Crédito

Como podemos ajudar micro e pequenos empreendedores a identificar suas necessidades de crédito e comparar as diferentes linhas disponíveis?

#organizaçãofinanceira

Desafio 2

Organização Para Acesso a Crédito

Como podemos ajudar micro e pequenos empreendedores a se organizar para tomar crédito e comprovar sua capacidade de pagamento?

#avalsolidário

Desafio 3

Aval Solidário com Acompanhamento

Como podemos ajudar instituições credoras a viabilizar o aval solidário e acompanhamento de negócios para microempreendedores e informais?

Desafio 1

Diagnóstico de Necessidade de Crédito

Micro e pequenos empreendedores (MPEs) ficam à margem do mercado de crédito nacional. Menos de 10% do crédito bancário liberado entre março e junho, período crítico da pandemia em 2020 foi acessado por esses empreendedores, que representam 99% das empresas brasileiras. Isso ocorre pela dificuldade que este grupo tem para identificar suas reais necessidades de crédito. São frequentes as confusões entre crédito para capital de giro e crédito para compra de ativos fixos, por exemplo. Além disso, não é possível comparar as diferentes linhas de crédito existentes de maneira simples, o que dificulta ainda mais uma boa tomada de crédito.

Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções digitais que ajudem empreendedores com o perfil mencionado acima a identificar suas necessidades de crédito e comparar as diferentes linhas existentes, melhorando a qualidade do acesso à informação e ao crédito para esse público. As soluções devem ser financeiramente sustentáveis, porém gratuitas para seus usuários. Para saber mais detalhes deste desafio, faça o download do briefing na seção de documentos do site.

Desafio 2

Organização Para Acesso a Crédito


Micro e pequenos empreendedores (MPEs) têm dificuldades enormes na gestão de seus negócios, as quais criam barreiras para acesso ao crédito para esse público. Sem a documentação financeira, administrativa e legal exigida pelas instituições credoras, nem registros financeiros que comprovem capacidade de pagamento, ficam para trás no acesso a capital e na corrida para garantir a sustentabilidade de seus negócios.

Exigências de documentação e garantia estão no topo da lista de gargalos para acesso a crédito. 66% das pequenas empresas afirmam que o excesso de exigências quanto a documentação foi um impedimento para aprovação de crédito, e 47% dizem que a falta de garantias ou exigências de garantia muito elevadas foram empecilhos.

Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções digitais que facilitem que micro e pequenos empreendedores organizem alguma documentação contábil, administrativa ou legal que ajude a comprovar sua capacidade de pagamento de crédito . As soluções devem ser financeiramente sustentáveis, porém gratuitas para seus usuários. Para saber mais detalhes deste desafio, faça o download do briefing na seção de documentos do site.

Desafio 3

Aval Solidário com Acompanhamento

Microempreendedores e empreendedores informais são os que mais sofrem para acessar crédito. Eles raramente conseguem comprovar capacidade de pagamento e costumam ter sérias dificuldades na gestão de seus negócios, muitas vezes recorrendo a agiotas para atender às suas necessidades financeiras. O acompanhamento próximo e o aval solidário são alternativas bem sucedidas para ajudá-los a superar essas dificuldades. O aval solidário reduz riscos de inadimplência enquanto o acompanhamento da gestão do negócio ajuda o empreendedor a fazer boas escolhas. Contudo, essa abordagem é muito custosa para instituições credoras devido à sua alta complexidade. Até hoje, iniciativas com essa abordagem acontecem pontualmente, sem escala.

Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções financeiramente sustentáveis e escaláveis cujo serviço permita avalizar e acompanhar o uso do crédito por informais e microempreendedores, simplificando e barateando esse processo de acompanhamento. Para saber mais detalhes deste desafio, faça o download do briefing na seção de documentos do site.

Cronograma

14

junho

Webinar de lançamento

Horário: 18h
No canal de YouTube da Enap.
Clique aqui para ver a gravação.

23

junho

1º Plantão de dúvidas

Horário: 18h30 no Zoom.
Clique aqui para ver a gravação.

30

junho

2º Plantão de dúvidas

Horário: 12h no Zoom.
Clique aqui para ver a gravação.

15

julho

Último plantão de dúvidas

Horário: 12h no Zoom.
Clique aqui para participar.

21

julho

Encerramento do prazo de submissão das propostas

Horário: 00h

09

agosto

Divulgação do resultado preliminar dos 5 finalistas

Horário: A partir das 13h
Clique aqui consultar
os finalistas preliminares.

10

agosto

Abertura do prazo para recurso sobre os 5 finalistas

Horário: 10h

12

agosto

Divulgação do resultado definitivo dos 5 finalistas

Horário: 18h
Clique aqui consultar
os finalistas.

17

agosto

Webinar de início da Segunda Fase

Horário: 12h

24

agosto

Formação sobre prototipagem

Horário: 14h

08

setembro

Formação sobre elaboração de pitches

Horário: 13h

15

setembro

Encerramento do prazo de submissão dos materiais da Segunda Fase

Horário: 00h

06

outubro

Cerimônia de premiação dos vencedores

Horário: 14h

Primeira Fase

Os 5 finalistas do Desafio 1 passam para a

Segunda Fase

Os 5 finalistas do Desafio 2 passam para a

Segunda Fase

Os 5 finalistas do Desafio 3 passam para a

Segunda Fase

Segunda Fase

Vencedores do
Desafio 1 participam do programa de aceleração da
Wylinka e o 1º lugar

recebe
R$ 50 mil

Vencedores do
Desafio 2 participam do programa de aceleração da
Wylinka e o 1º lugar

recebe
R$ 50 mil

Vencedores do
Desafio 3 participam do programa de aceleração da
Wylinka e o 1º lugar

recebe
R$ 50 mil

Perguntas Frequentes

O ciclo de inovação aberta Desafios do Acesso a Crédito começa no dia 8 de junho e vai até o dia 6 de outubro. E ele será dividido em duas fases.

A primeira fase acontece entre os dias 8 de junho e 21 de julho, e contempla a avaliação das propostas por meio das respostas ao formulário de inscrição e de um vídeo explicativo sobre a solução. Ao final dessa etapa, serão selecionadas 5 propostas finalistas por desafio.

A segunda fase acontece entre os dias 17 de agosto e 15 de setembro, e contempla a avaliação das propostas finalistas de acordo com pitches ou protótipos, a depender do desafio. Ao final dessa etapa, serão selecionados 3 vencedores para cada desafio.
O edital com todas as regras de participação pode ser encontrado na seção de documentos deste site.
Cerca de 30 pessoas ou grupos costumam se inscrever em cada um dos desafios. Sendo assim, para o ciclo de Desafios do Acesso a Crédito como um todo, seriam esperados cerca de 90 participantes.
O período de inscrição vai de 8 de junho a 21 de julho. Para se inscrever, preencha este formulário.
Sim. Qualquer cidadão brasileiro ou estrangeiro registrado no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e em situação regular no país, com a partir de 18 anos de idade completos no momento da premiação, poderá se inscrever individualmente.
Não há limite para o tamanho das equipes. Porém, no ato da inscrição, cada equipe deverá indicar no formulário um representante, que será o ponto de contato entre o grupo e os organizadores do desafio.
Sim, isso porque os membros da sua equipe deverão ser indicados no formulário de inscrição.
A propriedade intelectual das soluções desenvolvidas será da equipe ou do indivíduo responsável pela solução.
Empresas, startups, negócios de impacto, entidades privadas sem fins lucrativos, Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs) públicas e privadas e também a cidadãos brasileiros e estrangeiros registrados no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF e em situação regular no país, a partir de 18 anos de idade completos no momento da premiação.
Desafio 1: Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções digitais que ajudem empreendedores com o perfil mencionado acima a identificar suas necessidades de crédito e comparar as diferentes linhas existentes, melhorando a qualidade do acesso a crédito para esse público. As soluções devem ser financeiramente sustentáveis, porém gratuitas para seus usuários.

Desafio 2: Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções digitais que facilitem que micro e pequenos empreendedores organizem alguma documentação contábil, administrativa ou legal que ajude a comprovar sua capacidade de pagamento de crédito. As soluções devem ser financeiramente sustentáveis, porém gratuitas para seus usuários.

Desafio 3: Os participantes deste desafio deverão pensar em soluções financeiramente sustentáveis e escaláveis cujo serviço permita avalizar e acompanhar o uso do crédito tomado por informais e microempreendedores, simplificando e barateando esse processo de acompanhamento.
A inscrição nos desafios é gratuita.
Os desafios são divididos em duas fases.

A primeira fase acontece entre os dias 8 de junho e 21 de julho, e contempla a avaliação das propostas por meio das respostas ao formulário de inscrição e de um vídeo explicativo sobre a solução. Ao final dessa etapa, serão selecionadas 5 propostas finalistas por desafio.

A segunda fase acontece entre os dias 17 de agosto e 15 de setembro, e contempla a avaliação das propostas finalistas de acordo com pitches, ou protótipos, a depender do desafio. Ao final dessa etapa, serão selecionados 3 vencedores para cada desafio.
Para se inscrever em um dos três desafios, você deverá responder às perguntas do formulário de submissão de propostas e subir, também por meio do formulário, o link de um vídeo explicativo sobre sua proposta (de até 3 minutos de duração). Para se inscrever, preencha este formulário.
Sim, você ou sua equipe poderão se inscrever em dois desafios do ciclo simultaneamente.
Os critérios para os três desafios na primeira fase são:

I - Aderência da solução ao problema;
II - Viabilidade financeira;
III - Capacidade para o desenvolvimento da solução;
IV - Potencial de escala; e
V - Criatividade e inovação da solução.
As cinco propostas melhor pontuadas de acordo com os critérios da primeira fase são selecionadas para a segunda fase.
Os critérios para cada desafio na segunda fase são:

Desafio 1
I - Aderência da solução ao problema;
II - Viabilidade financeira;
III - Capacidade para o desenvolvimento da solução;
IV - Potencial de escala;
V - Criatividade e inovação da solução; e
VI - Experiência do usuário.

Desafio 2
I - Aderência da solução ao problema;
II - Viabilidade financeira;
III - Capacidade para o desenvolvimento da solução;
IV - Potencial de escala;
V - Criatividade e inovação da solução; e
VI - Experiência do usuário.

Desafio 3
I - Aderência da solução ao problema;
II - Viabilidade financeira;
III - Capacidade para o desenvolvimento da solução;
IV - Potencial de escala; e
V - Criatividade e inovação da solução.
Para os Desafios 1 e 2, espera-se que os participantes desenvolvam um um protótipo capaz de tangibilizar a solução digital proposta pelo grupo na primeira etapa. Ele deverá ser elaborado em formato digital e poderá ser construído em plataformas como o Powerpoint, Figma, Miro, InVision, Pop App, entre outros.

Já para o Desafio 3 espera-se que os participantes desenvolvam um pitch sobre suas soluções.
As cinco propostas melhor pontuadas na primeira fase de cada um dos Desafios 1, 2 e 3 passam para a segunda fase.

Na segunda fase, são premiadas as três propostas melhor pontuadas para cada um dos Desafios 1, 2 e 3. Os primeiros lugares receberão o prêmio de R$ 50 mil e uma vaga nem um programa de aceleração de negócios da Wylinka.. Os segundo e terceiro lugares receberão uma vaga no programa de aceleração de negócios, que será detalhado em outro documento de chamamento público.
Os vencedores dos Desafios 1, 2 e 3, assim como os segundos e terceiros colocados nos editais, poderão participar do programa de aceleração de negócios da Wylinka. O programa será 100% online e contempla:

- Fomento à cultura empreendedora;

- Promoção de capacitações, mentorias e consultorias para evolução do modelo de negócio e criação de um produto mínimo viável;

- Conexão das as soluções geradas com empresas, órgãos públicos e outros parceiros para desenvolvimento e transferência de tecnologia.

Realização

Apoios

Enap
Catálise Social

Parceiros

Wylinka